A falta que faz o bom senso

Grande número dos frequentadores das redes sociais, de modo geral, adoram comportar-se como revolucionários e/ou linchadores em praça pública. Seja por uma ideologia, um interesse, por pura presepada e sensacionalismo, e também porque, às vezes, é muito bom e orgásmico reagir com um “bate”, “esfola”, ou “mata”, do que tentar achar argumentos inteligentes e convidar para uma conversa calma, serena e pacífica. Queres ver, então, quando isso se refere ao futebol. Ã, ã, nem te conto!

Curioso é que nesse meio encontramos gente letrada, que freqüentou bancos de universidade, alguns até do ramo do Direito ou Administração, com conhecimento o suficiente para saber que não se acusa alguém sem provas, e que indícios não são atestado da verdade, e ainda que nem sempre um processo administrativo planejado é garantia de sucesso. E o pior é que alguns veneráveis freqüentadores das redes sociais, desses carregadores de bandeiras, ainda nos vem com imposição de idéias, cuja menor insinuação de dizer “não, não concordo”, é motivo de elucubrações verborrágicas fedendo a esterco, quando não em caixa alta para atacar, em bons e leves comentários sarcásticos e ofensivos.

A falta de prática democrática leva a isso, já dizia Montesquieu. E se não disse, deveria ter dito.

O presidente do Avaí e sua família estão sendo acusados frequentemente de gerir o clube para enriquecer seu patrimônio. Que suas medidas são para tirar o investimento que ele fez até aqui. E que as negociações com jogadores têm o cheiro de jogatina e que há uma formação de quadrilha.

Aliás, seria muito ingênuo imaginar que um empresário com a vida e as conquistas que teve o presidente Zunino ser desequilibrado o suficiente para participar de falcatruas, negociatas e arranjos criminosos e pôr, ainda, sua reputação em risco. Supor que a tal confidencialidade esconda uma mega-operação de desvios, subornos e tramóias é de uma infantilidade preocupante. Tem que ter muita imaginação, ter a massa encefálica extremamente adubada para bolar uma situação assim, na qual o presidente do Avaí estivesse envolvido.

Seria muito bom se começar a provar isso, porque há muitos advogados por aí doidos por uma bola dessas quicando na área. O, se não tem!

Anúncios

4 pensamentos sobre “A falta que faz o bom senso

  1. É UMA GRANDE VERDADE O QUE VC ESCREVEU . E NA MAIORIA DAS VEZES ESSAS PESSOAS VEM ESCONDIDAS EM APELIDOS .
    SERGIO BAYESTORFF

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s