Criciúma 2 x 0 Avaí

O jogo poderia se resumir em dois personagens: Diego, pelo Avaí, e Zé Carlos pelo Criciúma.

Pode até parecer pela frase acima que o jogo tenha sido um bombardeio do Tigre. Mas não foi.

No primeiro tempo a partida parecia ataque contra defesa, mas a maioria das vezes que Diego foi exigido foi em lances de bola parada. O sistema defensivo armado por Hemerson Maria estava dando conta do recado e contendo um dos melhores ataques da série B.

O empate seria um bom resultado e a defesa do Avaí e as defesas de Diego estavam garantindo este intuito.

Não vá pensar que o Hemerson Maria tenha abdicado de fazer o time atacar. O esquema era o mesmo das últimas partidas vitoriosas. Contudo, o ataque do Avaí, principalmente no primeiro tempo estava muito disperso. Se não fosse o Julinho chutar duas bolas sem direção o Avaí talvez sequer figurasse nas estatísticas de chutes a gol.

Maria, que no primeiro tempo já havia perdido Leandro Silva, por lesão, voltou do intervalo com a mesma escalação da primeira etapa. Mas a postura do Leão em campo era outra. Atacava mais, tocava melhor a bola. Porém, as finalizações continuam sendo as mesmas, infelizmente!

Quando o treinador optou em colocar Felipe Alves no lugar do Laércio a torcida do Avaí deve ter acreditado que talvez a vitória pudesse ocorrer.

E o técnico do tigre observou tal fato também. Tanto que, visando aproveitar eventuais contra ataques, colocou em campo Válber e Gilmar.

Mas lembra lá no início deste texto que eu falei quem eram os nomes do jogo?

Pois a estrela do artilheiro da série B novamente brilhou. Com determinação e raça, numa bola dividida e chorada balançou a rede avaiana.

Hemerson Maria olhou para o banco e deve ter pensado: “Qual atacante tenho para tentar empatar o jogo? Capixaba”. E lá foi o xará do fenômeno para campo. Como entrou no lugar do Diogo Orlando o Avaí terminou o jogo num 4-3-3.

Mas a noite era de Zé Carlos que bem posicionado precisou apenas empurrar a bola para o fundo da rede e sacramentar a vitória do Criciúma.

Que comece o returno:

O Hemerson Maria até hoje estava certo em manter o esquema e o time que mantinha uma invencibilidade de 6 jogos, mesmo após a chegada de alguns reforços. Afinal, não podia e nem deveria deixar de valorizar o seu grupo.

Porém, creio ter chegado a hora de dar oportunidade para Wagner Diniz, na lateral direita, e Camilo, no meio, no lugar de Diogo Orlando. É o momento dos reforços mostrarem o que vieram fazer na Ressacada.

E se o Ricardo Jesus realmente chegar e estiver em condições de atuar pode escalá-lo também, no lugar do Laércio.

Por que para conseguir o acesso o Avaí precisará fazer no mínimo 40 pontos neste returno.

A religião Avaí:

Quando em 2008 o Leão garantiu o acesso um narrador/apresentador de uma famosa rede de TV, em um de seus programas, falou que o Avaí era uma religião.

Talvez por isso, então que o técnico é (Hemerson) Maria; tem (Capixaba) o Espírito Santo e está para chegar (Ricardo) Jesus. Sem esquecer de (Renato) Santos.

Eu tenho fé que ano que vem o Avaí estará na série A.

Anúncios

3 pensamentos sobre “Criciúma 2 x 0 Avaí

  1. O Zé Carlos está com estrela.
    Pode ser goleador, matador, fazedor de gols, rabudo, largo,…., a fase do cara é a soma de tudo isso.
    e é bom jogador, heim?
    Atualmente não lembro de 5 atacantes em fase melhor que a dele jogando no Brasil.
    Falaram o salário dele na rádio e eh bem menor do que willian, por exemplo.

    • Pelo que escutei lá em Criciúma o salario dele é de R$ 80.000,00, mas teve aumento da multa rescisória e o Angeloni não vai deixar ele sair. Ele pode !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s