Corinthians x Flamengo, observações

Confesso que já faz algum tempo que não consigo ter paciência de assistir partidas de futebol que não sejam as do Avaí. Até mesmo os jogos da seleção brasileira não estão atraindo a minha atenção, ultimamente.

É muito provável que isto esteja ocorrendo em virtude dos fatos extra campo que envolvem o “mundo” do futebol. Mas como o Avaí traz consigo a emoção, deste “vício” não fui capaz de largar!

Então, ontem, imbuído de um espírito abnegado sentei no sofá para assistir ao clássico das multidões: Corinthians x Flamengo (Afinal, eu precisava escreve algo aqui para o site, o jogo do Avaí é somente sábado e sobre os “preparativos” eu já escrevi no dia 04, passado: “E aí, Argel! Não é hora de mudar?).

Antes mesmo de iniciar a partida, no Pacaembu, o que logo chamou a minha atenção foi a campanha registrada na camisa dos jogadores do Corinthians. Na parte da frente a frase: “Sou sócio” e nas costas o complemente: “e você?”. Uma campanha simples e que provavelmente surtirá um bom efeito Mas se realizada por outro clube, com certeza estaria sofrendo diversas críticas. E o “todo poderoso timão” não tem vergonha de dizer que está precisando de mais sócios, pois no futebol atual a garantia de uma renda mensal pode ser um alívio para as contas no final do mês. E o fato de precisar de sócios não quer dizer que não tenha torcida.

E que torcida, pude acompanhar no primeiro tempo! O time disputará a final do mundia de clubes no final do ano e já está na Libertadores do ano que vem, ou seja, os torcedores poderiam estar guardando o seu dinheiro para gastar no oriente ou para pagar os jogos mais caros da próxima Libertadores. Mas, não. Nos jogos como mandante o Corinthians tem levado ao estádio uma media de 25.228 pagantes. Ontem foi um pouco mais: 25.395. Importante lembrar que o time não tem mais chances de ser campeão brasileiro está distante 23 pontos do líder Fluminense. Mas o torcedor não deixa de comparecer e o que é mais importante de apoiar o time, praticamente, o tempo todo. Mesmo depois de ter sofrido o gol. Alguns podem lembrar que o Pacaembu tem capacidade para 40.000 pessoas e que o Corinthians está colocando um pouco mais da metade desta capacidade (uns 63%). Mesmo assim, um time que não tem pretensões alguma no campeonato (apenas não ser rebaixado) ser o primeiro colocado, entre os clubes que disputam a primeira divisão do brasileirão, em média de público é algo digno de ser registrado. E mesmo em relação à ocupação do estádio o Corinthians é o segundo nesta relação ficando atrás somente do Atlético-MG (80% de ocupação).

E numa época em que o fenômeno “fuga dos estádios” está recorrente, mesmo para a torcida do Corinthians estes números são bastante satisfatórios. Sabes como são os números do líder disparado do campeonato, o Fluminense? O clube carioca é o décimo quarto em média de público (9.258) e apenas décimo sétimo em ocupação do estádio (25%). Até mesmo a torcida do Flamengo anda decepcionando (oitavo em média de público e décimo terceiro em ocupação do estádio).

Vamos voltar ao jogo!

O técnico do Flamengo, Dorival Jr. escalou o Flamengo no esquema 4-5-1, sendo o Wagner Love o único atacante. Talvez seja um esquema que se encaixe bem no time rubro negro, principalmente quando jogar fora de casa, para fortalecer a marcação e explorar os contra ataques. Mas contra um dedicado Corinthians não sei se iria dar certo. Digo isso por que o time do técnico Tite já demonstrou, desde a última Libertadores, que não é um time surpreendente ou até mesmo excepcional. Mas é um time que quando decide “jogar o jogo” é dedicado ao extremo taticamente. E no primeiro tempo de ontem foi possível constatar a atitude tática dos jogadores que atuam de forma compacta e, aparentemente, sempre em linha. Tanto para defender quanto para atacar. Curioso a progressão do time em campo. Em alguns momentos as linhas são flutuantes e jogadores detrás da linha se projetam ao ataque, facilitando a triangulação. Mas o ponto chave do esquema é a dedicação dos jogadores.

E um lance do primeiro tempo demonstrou que o esquema do Dorival não iria superar o esquema do Tite. Foi num ataque do Flamengo aos 25 minutos de jogo. Wágner Love recebeu um lançamento já próximo da grande área, mas havia três marcadores que o cercavam. E quando Cléber Santana chegou para auxiliar o companheiro junto dele outros três defensores corintianos vieram para recompor a defesa. Ou seja, Love teve que segurar o ataque e atrasar o jogo.

Nesse instante, também pude constatar a confirmação de um dito popular: “em terra de cego quem tem um olho é rei“. Não vou criticar o Cléber Santana, mas ter sido destaque no atual Avaí e na atual série B, com o futebol que ele joga e que outros jogadores da B jogam (ou não jogam) é mais tranquilo. Porém, na série A há outros jogadores de qualidade e a marcação, pode até ser menos dura, mas é mais qualificada, então … Continua sendo um ótimo jogador (para os parâmetros da série B era excelente) porém, no primeiro tempo de ontem ficou devendo.

Mas eis que o futebol é um esporte em que nem sempre o melhor vence.  Muitos torcedores do Flamengo desdenharam dos reforços contratados do Avaí. Cléber Santana estreou deixando a sua marca. E ontem, aos 30 minutos de jogo, após uma cobrança de falta Renato Santos anotou o seu primeiro gol, logo na sua estreia. Muitos vão dizer que o zagueiro estava impedido e ele realmente estava, mas a diferença foi tão milimétrica que é uma injustiça criticar a auxiliar. Os jogadores que estavam no Avaí demonstraram que possuem estrela! E mais uma vez um lance de bola parada estava decidindo um jogo. Fato muito comum no futebol “moderno”. E nesse ponto me chamou a atenção a declaração do zagueiro Renato Santos ao conceder entrevista no intervalo: “… lance que a gente treinou bastante com o professor Dorival“.

Bem, você viram que eu frisei bastante “primeiro tempo do jogo”. É que logo que iria iniciar o segundo tempo, as fortes rajadas de vento que passeavam pela Grande Florianópolis fizeram com que faltasse energia. E como na disputa de ontem pela lanterna em Florianópolis deu Atlético-GO, creio que o time goiano decidiu levar todas as lanternas para casa. Assim, não pude acompanhar a segunda etapa da partida e somente agora pela manhã pude conferir que o Corinthians venceu por 3×2.

Anúncios

3 pensamentos sobre “Corinthians x Flamengo, observações

  1. Deixa eu te ajudar. No segundo tempo, o Corinthians, um time limitado e que muito avaiano bom já os estaria vaiando se jogassem aqui, deu um baile no Flamengo em jogadas rápidas e com avanço pelas laterais. Jogadas a Felipe Alves e Diego Acosta, diga-se. Ah, mas isso é uma heresia.
    Quanto à torcida? Sem comentários. Quando eles lotavam os estádios com o time na série B, dava pra perceber que ali, sim, há uma torcida, pois o resto é espectador.

  2. Nos últimos jogos do Avaí no catarinense, o Felipe Alves e até mesmo o Robinho faziam bem a função de meias/pontas. Ou seja, na final do catarinense apenas Nunes era atacante. Tudo bem que o Maria teve dificuldades em encontrar alguém para a posição do Robinho, mas ele não precisava cair no conto da crônica esportiva que no início do brasileirão insistiam que o Avaí jogava com apenas um atacante.
    Para sábado Argel está sinalizando que vai com Diogo Acosta Erick Flores no ataque, e como vi no blog do André já tem cronista esportivo reclamando do Avaí jogar com apenas um atacante. Desde quando a quantidade de atacantes define um time ser ofensivo, ou não?
    A seleção espanhola iniciou a final da Eurocopa sem nenhum atacante de ofício. Não é ofensiva a seleção da Espanha?
    No elenco do Avaí há jogadores em condições de fazer as arrancadas e triangulações pelas laterais. Arlan pela direita com Erick Flores e/ou até mesmo Cléverson. E Julinho pela esquerda. Este último inclusive eu gostaria de ver jogando de ponta esquerda, retornando para compor o meio e não como lateral. Creio que aumentaríamos significativamente o poder de ataque do Leão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s