A palavra escondida

Durante algum tempo se insinuava que o presidente do Avaí, ao acumular o cargo de presidente da Associação de Clubes, era o responsável por acatar a baixa remuneração dada pela rede de TV que transmite o futebol catarinense. Na verdade, por força de desonestidade intelectual, esquecem de dizer que a associação como um todo é responsável por aceitar. Tanto é assim, que o atual presidente é também o presidente do Figueirense e os contratos continuam os mesmos. Louve-se neste momento o Criciúma que quis um valor maior, por estar na série A. Enquanto muita gente torceu o nariz alegando arrogância por parte do pessoal do Sul, eles se deram ao respeito, é evidente.

Engraçado é que, ao apontarem o presidente da associação e os próprios clubes, não se enfatiza que é a rede quem paga. É a rede quem define as cotas, ou seja, é ela quem desvaloriza seu produto. Não dá a mínima para nossos clubes, pois vive a transmitir jogos de outras praças, faz pouco caso com nosso campeonato e ainda tem a petulância de exigir bom futebol.

Eu fico aqui me perguntando é qual a razão daquele famoso blogueiro, aquele que assina uma coluna num jornal da rede, aquele que adora apontar defeitos em tudo e até em páginas de blogs que falam do Avaí, aquele que quis aliciar vários blogs para a sua revolução contra a diretoria avaiana e contra seu alvo preferido, o presidente Zunino, aquele que fala mal das camisas e artefatos do clube, mas manda fazer um paninho de chão mequetrefe e se acha a última bolacha do pacote, não comenta em seu blog essa patifaria da rede? Coisa que no passado fazia com todas as letras, diga-se? Não quero podar sua palavra, não, como já quiserem tentar com a minha. Quero é que fale.

Ele e seu guru, o sujeito que é pago para comentar na rádio que troca as notícias e diz não se aposentar com um bom salário. O sujeito que reclama de má gestão na Ressacada, mas nada fala do pouco valor que sua empresa dá aos nosso clubes. Esbraveje, também, como é seu costume nos microfones da rádio, sobre essa situação, homem de pouca sombra.

Aliás, por que pouca gente sequer menciona o fato de sermos o clube melhor rankiado pela CBF em SC, o nosso quintal? Garanto e aposto que se fosse notícia ruim, como chamou a atenção o capitão-mor da CONFAGE, Sergio Bayerstoff por aqui, os adolescentes mimados e madames intriguentas já estariam postando em letras garrafais e já aprontariam uma faixa FORA ZUNINO para circular pela cidade. Não sintam pena de mim, mas de sua própria desfaçatez, viu.

Sobre a tal reunião do conselho, onde de um universo de presumíveis 280 só compareceram cerca de 10%, a pergunta que não quer calar é: quantos conselheiros ditos da oposição compareceram? E se compareceram, qual foi a sua proposta de pauta? E, não sendo aceita, que medidas legais impetraram para que fosse válida a sua palavra? A propósito, eles não têm que reclamar do comparecimento de membros que apóiam a direção, ou do comportamento do presidente da mesa, mas de sua própria postura, que é ineficiente. Aliás, cadê todo o povo que diz querer mudanças na Ressacada e nem estava por lá, nesta noite de sexta-feira, ao menos para dar algum incentivo a seus representantes?  Eu passei por lá e se não fosse a quantidade carros no estacionamento e alguns habitués na quadra de futebol do Evando, aquilo parecia um deserto. A continha parece que não fecha.

Ah, desculpa, estou sendo leviano.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s