Quatro patas bom, duas pernas ruim.

Num belo dia, há muito anos, me deparei com o livro de George Orwell, A Revolução dos Bichos (Animal Farm, em inglês, 1945), onde o autor fazia uma sátira político-social aos ditames totalitários nos governos de sua época. Seu foco principal era o governo Stalinista da União Soviética, apontado pelo autor no livro como traidor das causas revolucionárias.

Uma das coisas mais interessantes no livro são os mandamentos adotados pelos porcos que “haviam tomado o poder” na fazenda contra os humanos:

1. Qualquer coisa que ande sobre duas pernas é inimigo.
2. Qualquer coisa que ande sobre quatro pernas, ou tenha asas, é amigo.
3. Nenhum animal usará roupas.
4. Nenhum animal dormirá em cama.
5. Nenhum animal beberá álcool.
6. Nenhum animal matará outro animal.
7. Todos os animais são iguais.

Que depois, com o processo de revisionismo feito entre eles, foram alterados para:

4. Nenhum animal dormirá em cama com lençóis.
5. Nenhum animal beberá álcool em excesso.
6. Nenhum animal matará outro animal sem motivo.
7. Todos os animais são iguais, mas alguns são mais iguais que os outros.

Sem querer ser pretensioso, confesso que me inspirei na história para criar minha caricatura dos habitués do Debate Diário da rádio CBN, a Granja Comigo Boi Não Dança, há muitos anos.

Trago toda a história para mostrar como esse comportamento é normal e comum em nosso dia a dia, que é a montagem e manutenção de grupos baseados em critérios e conceitos estabelecidos pelas atuações comuns entre eles mesmos. Quanto mais os iguais se aproximam, mais estabelecem as igualdades entre eles, que são diferentes das igualdades dos outros. Isso pode parecer uma argumentação idiota e óbvia, mas as pessoas, em algumas vezes, não percebem o quanto acabam caindo nessas armadilhas existenciais. Outros, por sua vez, percebem e até fazem gosto.

Não há fundamentação lógica, apenas manter o critério comum, que é para não perder “as amizades”. Uma cervejinha gelada na faixa, uma pizza quentinha, um tapinha nas costas. Tudo vale. Aliás, você só vale se tiver algo pra dar. Talvez até um cafezinho às 2as. Feiras, que tal?

Ao ler, neste domingo, o caderno de esportes da rede famosa que chupa bomba, fiz mentalmente uma comparação entre os bichos de Orwell e os “ixpecialistas” de aluguel que ali trabalham como entendedores de futebol. Como são pródigos em defender teses furadas uns dos outros. Como sua dinâmica em mapear campeonatos do jeito deles é eficiente e eficaz. Claro que dois ou três abobados no meio da nossa torcida vão logo dizer que a gente se move por emoções e não por números. Sim, claro, vindo de quem vem, é uma baita tese de doutorado em fotoxópi em Harvard, duvidas?

Mas, curiosamente, num Estado onde as últimas edições de seu campeonato de futebol tiveram como campeão o time do Sul da llha, que alguns dos melhores jogadores destas competições vestiam azul e branco e tinham um leão como mascote e participa com brio e vigor na maioria absoluta dos torneios e campeonatos locais, não ser qualificado como provável campeão, é de uma má vontade sem par. Mas, eles não têm culpa alguma, coitados: os torcedores deste mesmo time pensam do mesmo jeito que eles.

São tão iguais ou mais iguais, com quatro patas ou duas pernas, sei lá.

Enxota a bucica, Gorete!

Anúncios

4 pensamentos sobre “Quatro patas bom, duas pernas ruim.

  1. Detectado o problema: O Avaí não venceu nenhum título.
    Na realidade quem ganhou foi o L.A., CS-10, Maria, Arini,…tax compreendendo?
    A nosso torcida, em especial a oposição, não da mérito nenhum ao clube, sempre busca um porém.
    “A igualdade desigual”.

    Se o Marquinho vem é um azar do Avaí, pois terá que pagar o salário dele.
    Talvez seja melhor pagar para o Capixaba, para o Nunes, Acosta e um monte de pedra que não serve pra jogar no CEVADA, meu time de pelada. Existe um eterno inconformismo absoluto com tudo que o clube consegue.
    Com o Zunino na presidência, ele pode colocar o Barcelona com a camisa do Avaí a custo zero que ainda haverá reclamação, isso é fato.

    Sds

    • Po Fábio o Cevada é o do pessoal do Morro do Céu? Esses que citasse teriam problemas em jogar as peladas hehehehe
      EU falo isso sempre se o Avaí for campeão do mundo dez anos seguidos ainda vai ter um monte de gente criticando.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s