Chevroletão 2013, a gambiarra estabelecida

O Campeonato Catarinense de futebol teria tudo para ser um dos melhores do Brasil. Pelo menos 4 equipes, todos os anos, concorrem ao título em igualdade de condições, com ligeira vantagem para o Avaí, dado que é o mais vezes campeão, e duas ou três correm por fora pra tentar beliscar alguma coisa. Além do mais, é um celeiro de bons jogadores, cuja qualidade, mesmo contestada por diversos especialistas pousados como moscas por aqui, preenche tranquilamente espaço no campo em qualquer time de futebol, tanto no Brasil como lá fora.

Teria.

Mas não é.

Pela simples razão de ser comandado por uma Federação inepta, obsoleta e incapaz, ter coitados presidentes de clube esforçados e envolvidos, mas com visão curta de mercado e trabalhando sozinhos, e ser transmitido por uma rede de TV que não investe no produto, vive das babas dos grandes e pensa transformar nosso Estado em quintal do Rio Grande do Sul. A gente DESfaz pra você!

E se você acha que os torcedores que o acompanham poderiam ajudar em melhorias para que a situação avançasse, está enganado. 90% mais um que moram aqui são torcedores de times de outras praças, outros Estados e até de outros países. Preferem um Vasco e Flamengo, um Grêmio e Internacional, um Real Madrid e Barcelona a um Avaí e Atlético de Ibirama, ou Figueirense e Juventus, por achar que os daqui são muito pequenos para o vasto conhecimento futebolístico que eles possuem.

Ah, claro que alguém irá dizer que eu aponto os dedos para os torcedores. Mas só para ter uma ideia, em nosso quintal você pode tirar fotos de idosos dormindo nas arquibancadas, mas não pode dizer que no meio de sua torcida há meia dúzia de Zé ruelas sem noção, aqueles que aprontam e depõe, exatamente, contra a sua própria torcida. Por que?

– Para não dar trela à imprensa, meu.

Como se os mesmos já não fizessem isso.

– Para não “denegrir imagens”, cara.

Como se os próprios Zé ruelas já não auto-denegrissem toda uma instituição.

Mas o coro não é incisivo a torcedores, não. Não dessa vez. É à completa desorganização existente em nossa Federação e em seu campeonato e, o que é pior, por interesses escusos e tenebrosos. A bagunça estabelecida no campeonato catarinense é assim porque o dono da Federação precisa de votos para se manter no cargo. Então ele não contesta os problemas exatamente para evitar dissabores. Um senão para um clube ali é um voto a menos aqui, ou uma cara virada por aí, e assim por diante. Faltarão charutos e um bom uísque 12 anos tomados na sacada do prédio em Balneário Camboriu.

A falta de respeito às boas práticas do futebol em terras barrigas-verdes é gritante exatamente porque na origem de tudo a Federação é a responsável. A maioria dos gramados são pastos de cabras e os estádios são potreiros e currais arrumados para socar torcedores sem água, banheiros e arquibancadas adequadas, tudo no vamo que vamo por gente que acha que pode ser tratada como gado. Se tiver uma cervejinha gelada e um concreto molhado pra sentar a bunda está tudo bem.

Se promotores oportunistas do Ministério Público, se juízes ao relento, se o TJD tomam medidas antipáticas e criticáveis em suas salas refrigeradas é porque o futebol em Santa Catarina não tem comando. É decidido ao sabor dos ventos e chuvas de verão. É jogado no “se vira nos 30”. Ele não é levado a sério por seus envolvidos. Até o dia em que uma fumaça em espuma venha a causar uma tragédia que necessite intervenção externa. Mas aí já será tarde.

Chega, já cansou de tanta gambiarra.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Chevroletão 2013, a gambiarra estabelecida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s