Olhos cheios e estádio vazio

Avaí e Joinville fizeram um jogo de bom nível técnico nesta quarta-feira à noite, na Ressacada. E é nítido que a cada partida o grupo avaiano joga melhor, tem mais consistência e volume de jogo e impõe a tal qualidade que muitos chatos reclamavam no ano passado. Claro que a turma que gosta de ver o Barcelona jogar não gostou, mas isso é outra conversa. Tenho certeza que a tendência é melhorar ainda mais e o bicampeonato não nos escapa.

Agora, também, é preciso ressaltar que alguns jogadores estão com algumas estrelinhas a mais em suas cabeças. O futebol é um troço coletivo, já dizia Moisés no alto das montanhas, e se cada um quiser decidir sozinho a caminhada ficará mais difícil. Está faltando um toque de bola, como bem lembrou o Galego, e uma saída de jogo mais eficaz. Nada que um bom treinamento não resolva.

E, mais ainda, a ausência de um homem de área está fazendo com que não decidamos partidas importantes. Algumas jogadas mais agudas desse time do Avaí são desperdiçadas infantilmente. Não que Danilo, ou mesmo Rodriguinho não sejam importantes, porém, num jogo de futebol, existe a criação e a finalização, e nossos atacantes estão deixando as chances escorrer pelas mão (ou pelos pés), graças a um preciosismo desnecessário.

Algo que tem me chamado a atenção é a presença de nossos zagueiros. Até agora, se não me engano, já foram testadas quatro formações diferentes e sem comprometer o esquema como um todo, exceto aquela hecatombe em Xanxerê. Contudo, penso que a manutenção de uma dupla fixa por mais jogos aprimora o entrosamento e reforça a integração entre os dois. TEmos bons zagueiros e basta tão somente ritmo de jogo.

Todavia, deixando de lado as análises táticas ou técnicas, coisa que fica para meu amigo Gilberto Rateke Jr., é preciso ressaltar a importância desse guri chamado Marrone no grupo avaiano. Para mim, no jogo de ontem, o melhor em campo. E tem feito boas partidas, com algumas jogadas de encher os olhos. É um volante rápido, com boa marcação e chegada perigosa ao ataque constantemente. Uma esmerilhada boa em sua vontade excessiva, e teremos um jogador fabuloso daqui por diante nesta posição, fazendo boa dupla com Eduardo Costa.

O único ponto lamentável é a torcida murrinha que não comparece. É inadmissível que se jogue num campeonato competitivo, clássico dos mais encardidos em Santa Catarina, como é Avaí e Joinville, para 4 mil e poucos abnegados. Não, de uma vez por todas, essa torcida medíocre precisa ser chamada de torcida e não de oportunistas e modinhas, como vou continuar chamando. Claro que seus defensores, aqueles que não querem ter seu copinho de cerveja vazio e que adoram receber tapinhas nas costas, não admitem isso. Vão ficar mal vistos no meio da torcida? Acham que o ingresso é caro, que o campeonato é fraco e que precisamos de uns dois Messi para que o público volte. Como eu nunca fui de dourar a pílula digo sistematicamente que só seremos grandes quando esta torcida quiser.

Depois não reclamem.

Anúncios

4 pensamentos sobre “Olhos cheios e estádio vazio

  1. Aguiar, acho que o Marrone peca na marcação, vide gol do Tigre e ontem o meio do JEC rodava a bola em frente a área do Avaí.
    Pelos ataques violentos que tem ocorrido na região, creio que isso fez com que o Avaí perdesse pelo menos 2 mil torcedores. É pouco, mas comparado ao brasileiro passado, chega a ser razoável.

    Vejo potencial no time e com um volantão (tipo Bruno), e um matador (fazedor de gols), ah, e um balde de humildade, o Avaí vira candidato forte ao título.

    abraços

  2. Sim, o volantão nós temos, o Thiesen. Atacante, o Nunes mandou uma maldição, vai ser difícil, rsrs.
    E a humildade o Galego, o Eduardo Costa e o Diego vão comandar a turma. Acho que bem arrumadinho esse time pode até ser campeão da Copa do Brasil. E quem sabe da série B.

  3. Alexandre, a torcida do Avaí como já falei é a mais chata do mundo, se o Avaí for campeão mundial dez anos consecutivos vai ter corneta enchendo o saco. COmo já te falei até gosto do Danilo acho ele meio “cabação” ainda pra ser um centro avante de área, tinha que ser mais malino nas divididas e permanecer mais na área, porém eu não gosto do Rodriguinho…cisca muito, amarra demais e finaliza mal, mas acho que ele é jogador de clássico, logo vamos esperar dia 16 (anteciparam e a unica desculpa será se for transmitido pra todo o Brasil como contra o Jeca) se não for tirar um clássico de um domingo é coisa de cabeça de … melhor nem escrever.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s