A hora dos modinhas

Na semana passada eu escrevi este texto, E vai que dá... e a coisa está dando, como havia imaginado. Não sou Mãe Dinah e nem trago a placa do EU JÁ SABIA. Porém, se tem um troço perfeitamente previsível é comportamento de torcedor. A gente não precisa de muito esforço para saber o que é um torcedor, basta analisar o dia a dia.

É um tipo de humano cheio de orgulhos e que só quer vantagens. Exige as vitórias do clube, diz que torce até morrer, mas pouco faz para ajudar nos momentos difíceis. Aliás, vira a cara ou muda de calçada quando o seu time está na pindaíba.

Agora surgiu um monte de pai da criança dizendo que é hora do torcedor. Este é o momento de participar, de acompanhar a ascensão do clube, dizem. Curioso, antes não era? E quando eu dizia que era, estava pondo culpa nestes imaculados fanfarrões?

Bastaram algumas vitórias do Avaí para marcar pontos e uma lavada no rival para que corações amigos palpitassem. Quanta hipocrisia!

Eu si divirto.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s