Na série B, faltam cinco rodadas…

No dia 13 de outubro escrevi o post “Prova das nove“, em que busquei analisar a situação para classificação quando faltavam nove rodadas para terminar o campeonato.

Passadas cinco rodadas considero válido fazer uma nova projeção:

Palmeiras:

O Palmeiras deve alcançar a pontuação média para o título (75,85 pontos) somente daqui a duas rodadas. E apesar de ser totalmente possível o título na próxima rodada (contra o Joinville), quando alcançará os 73 pontos, precisará torcer pela derrota da Chapecoense em casa contra o América-RN. Pouco provável, convenhamos. Porém, ser vencer os próximos dois jogos (Joinville, em casa; e Paysandu, fora) será o campeão da série B, independente de qualquer outro resultado.

Se pretender atingir os mesmos 85 pontos obtidos pelo Corinthians, quando este sagrou-se campeão da série B, precisará vencer todos os jogos que restam.

Chapecoense:

A princípio com 63 pontos um time deverá estar na série A no ano que vem. Mas pode um time com 63 pontos subir e outro com os mesmo pontos não. Ou seja, o ideal é alcançar 64, ou até mesmo 65 pontos…

Acontece que o time do Oeste catarinense (que no meu entender disputará a série A em 2014) depois que venceu o time do Avaí, em Florianópolis, empatou todos os demais jogos. E basta empatar mais uns dois, três, jogos que o acesso estará garantido. Ou então, de forma mais tranquila, terminar o jejum de vitórias e vencer o América-RN em casa na próxima rodada. Com 64 pontos, caso seja necessário terá, ainda, o Bragantino em casa para selar o acesso. E poderá não se preocupar em enfrentar o Paraná e o Icasa longe de casa e o próprio Palmeiras no encerramento da competição.

 

As duas vagas restantes deverão ser preenchidas com dois dos próximos times:

Sport:

Atualmente o time pernambucano tem 56 pontos, faltando 07 para chegar aos 63. Ou seja, duas vitórias e um empate, em cinco jogos. Os seus adversários são: Ceará e Atlético-GO (fora); Paraná (casa); Boa Esporte (fora) e Paysandu (casa). Assim sendo, precisará vencer as duas partidas que tem em casa e buscar um ou mais pontos fora. Antes eu acreditava que poderia alcançar 66 pontos. Agora creio que não ultrapassará os 64, que devem ser suficientes para sua classificação.

Icasa:

Quando faltavam nove rodadas o Icasa estava em sétimo e agora encontra-se na quarta posição. Ou seja, está numa crescente no campeonato. Nas últimas quatro rodadas venceu o Palmeiras, o Figueirense e o Boa Esporte. Mas também perdeu em casa para o São Caetano.  Para chegar aos 63 pontos precisa marcar mais 10 de 15, tendo que enfrentar: ABC e Bragantino (fora); Paysandu e Chapecoense (casa) e o Paraná (fora).

Assim, precisará vencer as duas partidas que tem em casa e buscar, pelo menos, uma vitória e um empate fora. Muito provavelmente decidirá o seu destino na última rodada em terras paranaenses onde deve terminar o torneio com 62, 63 ou 65 pontos, sendo a diferença para o acesso ou para a permanência na série B.

Avaí:

Apesar das últimas duas derrotas a situação do Avaí não está muito diferente da do clube cearense. Com 53 pontos, atualmente, Precisa de três vitórias e um empate em cinco jogos para atingir a marca de 63 pontos. Seus adversários: ASA e Ceará (fora); América-RN (casa); ABC (fora) e Boa Esporte (casa). Talvez alcançar estes 63 pontos nem seja tão complicado, contudo corre o risco de não serem suficientes, como já afirmei acima. Assim qualquer pontos além destes 10 podem ser essenciais para a classificação.

Joinville:

O time do norte catarinense também conseguiu se recuperar nas últimas rodadas com três vitórias consecutivas. Porém, precisa de pelo menos 11 pontos dos próximos 15 que disputará, sendo que seu próximo adversário será o Palmeiras, em São Paulo. Logo, se não pontuar contra o time paulista provavelmente precisará vencer as últimas quatro partidas contra: Oeste (casa); São Caetano (fora), América-MG (casa) e Ceará (fora).

Mesmo que eu continue torcendo para que mais de um ou até mesmo três times catarinenses pudessem subir, continuo considerando muito difícil o Joinville alcançar os 60 pontos. Mas pode chegar a 61 ou até mesmo 62 pontos, o que muito provavelmente não seja o suficiente para o acesso. Contudo, tudo pode mudar de figura se o time aprontar contra o Palmeiras.

Paraná:

Para alcançar os 63 pontos o Paraná precisará vencer quatro dos cinco jogos restantes. Enfrentará: Boa Esporte (fora); Chapecoense (casa); Sport e Guaratinguetá (fora) e o Icasa (casa). Assim terá que vencer as duas partidas em casa e ainda buscar duas vitórias fora. Não deverá marcar mais do que os 63 pontos.

América-MG:

A situação do time mineiro é bastante parecida com a do time paranaense. Para chegar aos 63 pontos necessita de 4 vitórias em cinco jogos. Seus adversários são: São Caetano e América-RN (fora); Atlético-GO (casa); Joinville (fora) e ABC (casa). Se antes eu acreditava que poderia atingir a marca de 63 pontos, agora não creio que conseguirá chegar sequer aos 61.

Ceará:

O time da capital cearense para atingir a meta de 63 pontos precisa de 4 vitórias e 1 empate. Ou seja, não poderá mais perder. Sendo que enfrentará: Sport e Avaí (casa); Guaratinguetá e Palmeiras (fora) e Joinville (fora). As duas próximas rodadas devem dar um rumo ao seu destino, pois qualquer tropeço pode ser o adeus para a série A de 2014. Talvez até consiga chegar aos 63 pontos, mas considero pouco provável.

Figueirense:

O outro time da capital catarinense que ainda pode garantir o acesso precisa de 14 pontos em 15 a serem disputados para chegar a 63 pontos. Ou seja, precisa vencer todos os jogos que restam o que lhe daria a marca de 64 pontos. Seus adversários são: Guaratinguetá e ABC (casa); Oeste (fora); ASA (casa) e Bragantino (fora). Talvez os adversários não sejam o maior problema do Figueirense, mas sim conseguir a façanha de 6 vitórias seguidas. Principalmente, por que enfrenta alguns adversários que precisam garantir a permanência na série B.

Observações:

1) Interessante ver os quatro times catarinenses brigando pelo acesso (sendo que a Chapecoense está praticamente garantida). Será que ano que vem o campeonato catarinense será mais valorizado?

2) No momento 63 pontos ainda é a marca a ser atingida pelos clubes (o que não é garantia de acesso, como vimos acima). Contudo, nas últimas rodadas Paraná e Avaí andaram tropeçando e se nas próximas duas rodadas os atuais terceiro, quarto e quinto colocados continuarem a não confirmar os resultados a pontuação da classificação poderá ser menor do que 63 pontos.

3) Não falei do clássico por que não vi a partida. Se os jogadores do Avaí conseguirem tirar proveito desta vergonhosa derrota e não se abaterem o acesso ainda é algo bastante palpável e provável. Caso contrário, tudo o que foi feito desde a chegada do Hemerson Maria pode estar indo pelo ralo.

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s