O ponto fora da curva

Muito se diz que nos esportes de alta competitividade a condição física é essencial. Além do bom preparo físico, de uma alimentação saudável e acompanhamento médico, a idade entra como fator que pode fazer a diferença. É cada dia mais comum, por isso, atletas de qualquer categoria esportiva serem cada vez mais precoces, gerando um tempo maior em atividade, pois acima dos trinta anos a maioria se despede das quadras, pistas e estádios. A idade dos atletas, portanto, é fator limitante.

ponto

Ocorre que o talento pode ser uma alternativa aos limites que o corpo impõe. Em diversas oportunidades  vemos atletas acima da média de idade competindo e cujo desempenho demora a diminuir. Por conhecerem os chamados “atalhos” da carreira, vários destes atletas ainda são úteis em suas equipes.

No futebol, um esporte que a cada dia mais exige bons rendimentos, atletas na faixa do trinta ou acima disso são raros. Sobrevivem apenas os que tem um raro talento, sendo peças cobiçados por muitos times que querem aliar força e experiência em seu grupo.

É o que estamos vendo em Santa Catarina, onde os clubes estão investindo, e bem, em atletas com bom rendimento físico e em jogadores acima da média estabelecida para o campeonato catarinense. Isso colabora para aumentar a qualidade das equipes e tornar a competição mais atrativa.

No Criciúma, é inegável que a presença de Paulo Bayer será um atrativo, assim, como a de Marcos Assunção no Figueirense. Já no nosso Avaí, ter Eduardo Costa, Diego, Marquinhos Santos e Cléber Santana, todos acima da faixa limite dos trinta anos, faz do clube da Ressacada um sério candidato ao título. Evidentemente que os maus resultados no ano passado poderiam nos tirar todos eles e fazer com que o Avaí jogasse com um time de brucutus. Aliás, exatamente como quer um terço e um meio da torcida, ao nos comparar com a Chapecoense, por exemplo.

Dirá o torcedor mais exaltado, aquele que não enxerga um palmo diante do nariz, que isso é tendência ao fracasso, uma vez que o time avaiano se tornará lento.

Bom, eu digo que lenta é a imaginação de quem prefere músculos ao invés de talento.

Anúncios

Um pensamento sobre “O ponto fora da curva

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s