Uma casa arrumada

Houve quem dissesse que a gestão Nilton Macedo seria uma continuação da gestão Zunino, abordando isso, é claro, de forma pejorativa. A idéia dessa frase, inicialmente, era tocá-lo pau.

Obviamente que é uma continuação, mas as leis da Física nos ensinam que o que continua não fica no lugar. Sabias disso, ô, Juca? Se a gestão Zunino tirou o Avaí da mediocridade, a gestão Nilton Macedo pega daí e avança no processo.

E o Avaí vem mostrando dia após dia surpresas até para seus adversários. Claro, algumas indigestas para eles. Contado como o patinho feio lá no começo da temporada pela mídia local e apontado como um fracasso por aqueles que sofrem de ejaculação precoce, os do contra de sempre, os avaianos que torcem para o BEM DO CLUBE também se surpreendem positivamente.

São muitas notícias boas a cada instante. São muitas possibilidades.

Até as exclusivas (ou os exclusivos) estão caindo do pé feito goiaba madura. Os pauteiros e bonecos de ventríloquo, então, nem se fala, pois basta anunciarem uma quentinha que vem o Avaí feito um gato (miaauu!) e trata de jogar areia em cima. Acho até que a linguagem será mudada não demora muito. Os insultos de falcatruas, ladrão e mafioso serão mais comedidos. Até porque o homem agora é juiz. E aí já viu, né?

Engraçado é que para o contrato do Cléber Santana ser efetivado foi preciso se fazer uma engenharia financeira, eufemismo para “alguém pôs a mão no bolso e pagou”. E todo mundo gozou nas calcinhas, que maravilha, inteligência gerencial, dizem os mais Zé Ruelas. No tempo do Zunino, se ele fizesse isso, seria toupeiragem e cositas mas.

A diretoria avaiana não mede esforços para que a maior força do futebol de Santa Catarina mantenha sua hegemonia. Os outros vão correr atrás, é claro. Mesmos os nossos, os tais murrinhas, terão que acompanhar, senão nem no estádio entram.

Poucos percebem que isso só é assim porque a nossa casa está arrumada. E isto só ocorre por que a casa está ficando em ordem. Não vamos recomeçar nada e nem reinventar a roda.

Temos dívidas? Temos problemas internos? Óbvio que sim, até o endeusado Barça da Catalunha, o alvo preferido de quem adora uma grifezinha, tem os seus problemas e as suas confidencialidades, por que o Avaí seria diferente? Mas uma casa que sofra um revés só se arruma se estiver com as bases sólidas. É o caso de nosso clube. Foram doze anos arrumando estes alicerces, ô. Isso não é de graça.

Daqui a pouco até os adoradores de cabras vão se curvar a isso. O quê, convenhamos, é um perigo. Como já disse em outra oportunidade, basta perdermos um jogo, até um escanteio mal cobrado, que os que estão na moita sempre torcendo contra, fazendo carinhas de paisagem nesse instante, tratando a todos de queridinhos agora, virão com toda a sua ferocidade. Duvidas?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s