Um Lepo Lepo piorado

A música que bombou no Carnaval deste ano, uma excrescência que faria Mozart e Beethoven se revirarem nas covas, chama-se Lepo Lepo. Uma coisa, um trocinho, uma nojeira, um negócio que eu pensei não encontrar nada pior por aí.

Mas tem.

É esse time do Avaí.

Um sujeito bêbado, tomando um desses energéticos de fundo de quintal e cantando essa coisa ainda é melhor para se assistir que o time do Sul da Ilha. Estou exagerando?

Somos os piores dos piores no campeonato do Ônix do Delfim. O Ibis da 1ª. Divisão catarinense. O nada de coisa alguma.

Este time perdeu a decência e nós, torcedores, perdemos o respeito. E todo mundo perdeu a noção do perigo.

Pois ainda assim, half a dozen dropped cats – meia dúzia de gatos pingados – se dignaram a ir assistir a isso. Eu os aplaudo e dou minha mão à palmatória. Eu não fui. Não tenho mais coragem (e saco também). Uma coisa é ir a um estádio e dar apoio a um time, que mesmo sendo fraco, jogue. Que mesmo perdendo, mesmo que se saia indignado de um jogo, sabe-se que foi feito o possível. Outra coisa é assistir a um time não querer jogar.

Há uns chupadores de canavial, principalmente lá no blog do meu camarada André Tarnowsky, quando ele republica minhas postagens, que vivem dizendo que eu estou dando de dedo na diretoria avaiana e estou mudando o discurso porque o Zunino saiu. Ou porque a La Sports está por aí e como o Zunino era contra eu também serei. O sujeito que pensa isso não merece meu respeito, pra começar. É, no mínimo, um imbecil.

Claro, estes energúmenos não me conhecem. E faço questão de ficar bem longe destas criaturas infelizes.

Mas, evidente, analfabetos funcionais que são, confundem alho com pimentão. Se eles soubessem ler, perceberiam que minha indignação é com estes jogadores. Eles que pisam em nossos uniformes. Estes que nos envergonham a cada rodada do estadual. Estes que não percebem as dificuldades e se dignam a tirar o pé, fazem corpo mole, porque, dizem, alegam, estão com salários atrasados. Conversa flácida pra pôr bovinos no berço. Bastavam três gols e estávamos na decisão do título. Bastavam dois pontos e estávamos na Série A.

A diretoria avaiana atual faz o que dá. Erra e acerta, como a diretoria passada errava e acertava. Ocorre que não são eles que vão pro campo, não são os que erram chutes e não são os diretores que fazem jogadas bisonhas. Se cometem erros, são administrativos e não de pênalti perdido ou escanteio mal cobrado. Se o cara não regou a grama, não abriu o portão tal ou não ofereceu pastelzinho nos camarotes, isso não tem relação com mau desempenho de um time. Custa uma criatura vivente entender isso?

Creditar a um diretor avaiano, seja ele o diretor quem for, que vende o almoço pra pagar a janta, uma contratação errada, ou porque a dívida deixada impede que o time jogue é estupidez, deve ser uma brincadeira de algum palhaço de circo de pulgas. Quantos jogadores temos no mundo da bola para que um dê certo no Avaí? Cristiano Ronaldo não está disponível, ouviram, meninos.

Não vou também pôr culpas no Turra. Ele é, quando muito, um abobado que acha que sabe alguma coisa de futebol. Mas não é o responsável direto por esta ópera-bufa que estamos deploravelmente assistindo.

Ora, a diretoria avaiana não pecou por omissão, ao contrário, foi ao encontro da torcida e manteve os tais jogadores-celebridades. Estes de quem se espera alguma coisa decente. E trouxe outros que são capazes de jogar em qualquer time daqui e serão campeões com um pé nas costas em marcílios, brusques ou juventus da vida. Mesmo que haja salários atrasados. Estou mentindo? O tal de Luciano é um exemplo claro e recente. Foi o responsável direto por ter tirado o Corinthians do rebaixamento no Paulistão. Fez quatro gols. Aqui bastavam três.

Então o que há?

Existe é uma murrinha sem-vergonha, ordinária, safada por parte de alguns jogadores e que estão nos mandando pro fundo do poço. Há quem pense que aqui é o Barcelona ou o Real Madrid, ou que vivemos em Saint-Tropez ou Miami, onde tudo é festa e diversão, que basta entrar em campo e desfilar suas garbosidades, para os adversários caírem feito moscas no mel.

Futebol profissional é coisa séria. Não é o que estes moleques estão fazendo.

Anúncios

Um pensamento sobre “Um Lepo Lepo piorado

  1. Prezado Aguiar concordo contigo. Ontem o Chico falou na coletiva que o grupo estava com o salário em dia exceto pequeno saldo com os medalhões. Agora hoje lendo todos os Blogs, vejo que ainda alguns recebem informações de jogadores e publicam, e o que é pior afirmam e contrariam o que foi dito ontem! Estes jogadores precisam sair já!!!! Sabes de quem falo, já publiquei aqui. Isto está até fazendo mal! Porra o que estes mercenários pensam que são! E o nosso Presidente da um jeito já! Rescinde já! E deixa procurar os direitos! É hora de acabar com isto!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s