Pelas costas não vale

trairaInteressante essa saída intempestiva do parceiro matreiro da Ressacada. A propósito, por duas vezes teve que sair pela porta dos fundos. Mas, sendo quem é, enganador e matreiro, a fuga não poderia ser diferente.

Diz-se que foi por causa dele que conquistamos títulos e méritos no futebol brasileiro. Sim, claro, ele trouxe jogadores importantes, mas foi por causa do Avaí que ele obteve seu espaço, o que empata as disponibilidades. Será? Sim, será. Ou algum tanso imagina que ele aportaria por aqui se não tivéssemos condições de chegar a algum lugar? Peraí, há alguém que pense diferente? É, esse troço é contagioso mesmo.

Mas o negócio interessante dessa saída pela porta dos fundos, depois de o parceiro matreiro ter dado com a língua nos dentes, foi a trupe amistosa e ordinária que lutou com unhas e dentes por ele, para que voltasse (pois era o cara, lembras?), tê-lo deixado na mão, neste momento crítico.

Sim! Uma tremenda trairagem, diga-se.

No dia da vitória do Avaí sobre o Juventus, no qual o parceiro matreiro meteu os pés, nariz, pescoço e adjacências pelas mãos, antes, ele tentou cooptar alguns e algumas pelas redes sociais, situação prontamente podada pelo meu amigo Adriano Assis num timing fabuloso, que matou a cobra no ovo. E aí, dias depois, o sujeito querido e requerido por aquela turma, aquela, não tem?, aquela que queria uma descontinuidade e vive a dizer, tolamente, que ele foi quem ganhou coisas na gestão Zunino, o deixou na mão. Pura e simplesmente.

Isso mesmo, o sujeito chamou seus fãs, tentou dar de dedos no Avaí e os caras nem aí, largaram o parceiro sozinho.

Que papelão, hein, ô?

Nem pra dizer um “poxa, quem sabe!” um “valeu aí, amigão, mas agora não dá!” Nada. Nem um “foi bom te ver”.


Isso não se faz. Foi pelas costas, velho?

Deixar um ídolo assim, sem pai, nem mãe, é imperdoável. Tu que estás lendo percebeu o nível dos caras?

Agora, imagine você, leitor, se esse povo que nem condições de assumir a direção da Ressacada tinha, pois não havia sequer alguém para encabeçar a direção e já faziam acordos com o Nilton (que agora execram) estivessem agora, aí, envolvidos com o parceiro matreiro, situação que eles davam como certa se vencessem. Hein? Pensasse?

Espera. Vou ali no cantinho rir um pouco e já volto.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s