Por mais que alguns menos, por Carlos Cidade

Por mais que “alguns” estrangeiros ou mesmo nativos
corrompidos “lá do alto” se empenhem para que seja diferente,

a Ilha formosa permanece cheia de graça e nela, o time da raça.

Por mais que representantes da justiça desportiva sejam “legalmente” injustos
ou ilegalmente “justos” em suas decisões envolvendo o Leão (AFC),  o que é,
estará sempre ileso:

É povo é gente, é bola pra frente, É só coração o meu Avaí
Avaí meu Avaí. Da ilha és o Leão Avaí meu Avaí.
Tu já nasceste campeão

Por mais que alguns jogadores, nos últimos cinco meses, tenham sido
efetivos em seus propósitos funestos e por consequência  afrontado
a NAÇÃO AVAIANA, sujeitando-a à humilhação, à vergonha, ao vexame,
jamais tocarão o que é intocável e imaculado.
Com eles, sem eles ou apesar deles e sua perfídia, dissimulação e desmazelo,
está posto: AVAI FUTEBOL CLUBE, não dá para esquecer o seu belo passado.

Esses madraços, protagonistas de um “grande embaraço”, que se aprumem e tomem como exemplo jogadores como Saul, Nizeta, Cavallazzi, Deodato, Zenon, Orivaldo, Maneca e tantos outros para quem, em seu tempo se poderia cantar:

Mas a hora é presente e o time vem quente

De encontro marcado com seus dias de glória
Pois a ordem é vitória Vencer, vencer.
 
É bom o momento do futebol; há uma sequência de vitórias. Mas o próprio hino do Avaí me diz que há algo mais a ser vencido, além do jogo jogado em campo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s